Governo realiza mais de 9 mil cirurgias em 2020

ASSECOM/SESAP

Mesmo diante do cenário pandêmico, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), realizou 9091 cirurgias no RN em 2020. Com suspensão das cirurgias eletivas entre os meses de março a agosto, em decorrência de medidas de segurança para os pacientes, as cirurgias foram retomadas em setembro através do programa “Mais Cirurgia, Mais Saúde”, sendo realizadas 3.666 procedimentos eletivos até dezembro.

Ao todo, em 2020, foram realizadas 3.666 eletivas e 5.425 cirurgias gerais em todo o estado do Rio Grande do Norte. “Fizemos uma força tarefa, reunindo as equipes dos hospitais e organizando toda a estrutura em cada pólo cirúrgico para que conseguíssemos dar andamento às cirurgias da melhor forma possível. E o resultado foi o melhor possível”, afirma a secretária adjunta Maura Vanessa Sobreira.

A proposta do programa, além da retomada imediata, foi a expansão dos procedimentos para regiões onde a oferta não existia, como o Hospital Regional Josefa Alves Godeiro de João Câmara, que não fazia cirurgia há oito anos, e o Hospital Regional Monsenhor Expedito em São Paulo do Potengi, há dois anos sem realizar procedimentos cirúrgicos.

Para isso, a Sesap intensificou as ações nos serviços próprios, estruturando com insumos e equipes para utilizar os espaços que receberam equipamentos pelo Governo Cidadão e de emendas. A primeira etapa do programa está orçada em R$ 6,1 milhões.

Em 2019, sem pandemia, as cirurgias eletivas somaram 10.868, sendo 5.175 de urgência e 5.705 eletivas. “Os números mostram, que mesmo suspendendo cinco meses de cirurgias eletivas, conseguimos realinhar a fila de espera no estado, oferecendo a população um cenário mais digno para quem esperava por tanto tempo por uma cirurgia”, complementa Maura.

“Sinto um verdadeiro alívio e uma felicidade em estar aqui, mudou nossa vida”. A fala é de Lília de Araújo, residente do município de Caicó ao ver a recuperação de sua filha de dois anos e quatro meses no Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes.

Hoje, com a retomada no programa Mais Cirurgias, Mais Saúde, somente o Maria Alice já realizou, desde outubro, 483 cirurgias eletivas, sendo em média 60 por semana. Para Lília, a vida agora tem outro sentido. Sua filha sofria de uma hérnia e as crises eram constantes. “Devido à pandemia ficamos de mãos atadas, mas a espera acabou”, ressalta.

De acordo com a diretora geral do Hospital Maria Alice, Suyame Ricarte, os procedimentos retomaram no dia 21 de outubro com cirurgias eletivas que já estavam agendados antes a pandemia. Os procedimentos mais realizados no hospital pediátrico foram postectomias, frenotomias e herniorrafias. “Ver o Hospital Maria Alice funcionando em sua plenitude é gratificante, tendo em vista que a missão da unidade é prestar assistência às crianças do Estado do Rio Grande do Norte de forma integral, universal, regionalizada e com resolutividade”, afirma a diretora geral. E complementa que são muitos os agradecimentos dos familiares que chegam até a direção e principalmente aos profissionais que estão na assistência direta.

Números e Hospitais

Foram 9091 cirurgias gerais entre eletivas e urgências nos hospitais Maria Alice Fernandes, Dr José Pedro Bezerra (Santa Catarina), Walfredo Gurgel, Deoclécio Marques (Parnamirim), Lindolfo Gomes Vidal (Santo Antônio), Pedro Germano, Hospital Regional Monsenhor Expedito (São Paulo do Potengi), Wilson Rosado (Mossoró), Hospital Ruy Pereira, Hospital Universitário Onofre Lopes, Hospital Manoel Lucas de Miranda em Guamaré, Hospital Doutor Mariano Coelho em Currais Novos, Hospital Central Coronel Pedro Germano (Hospital da Polícia), Hospital Regional Josefa Alves Godeiro em João Câmara e Hospital Maternidade Aluizio Alves em Lajes.

Fonte: ASSECOM/Governo do RN

Compartilhe o artigo:
Sobre Gov Notícias 194 Artigos
Redação do Site Gov Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*