Governadora aconselha prefeitos a adotarem medidas mais rígidas contra Covid-19

Foto: Fabiano Trindade

Em reunião com os gestores dos 26 municípios que integram a 3ª Regional de Saúde, com sede em João Câmara, a governadora do Rio Grande do Norte, professora Fátima Bezerra, reforçou a necessidade da adoção de medidas emergenciais mais rígidas para o controle da pandemia.

O encontro de membros do governo com os prefeitos da região Mato Grande/Salineira foi realizado por videoconferência na tarde desta terça-feira (23), é o segundo de uma série de sete reuniões com as regionais de saúde e contou com participação do vice-governador, Antenor Roberto.

De acordo com Fátima Bezerra, o decreto publicado pelo Governo do RN na última sexta-feira (19) com recomendações aos municípios é “balizador”, mas os prefeitos devem tomar decisões mais rigorosas de acordo com a necessidade de cada cidade.

“Se quiserem adotar toque de recolher em seu decreto, que o façam. O toque tem caráter psicológico para as pessoas compreenderem que a pandemia está em um estágio perigosíssimo”, deu um exemplo. “A pandemia está em fase de recrudescimento e exige agilidade para que tomemos medidas mais duras”, completou.

A governadora comentou que não há outra forma de frear o contágio da doença diante da escassez de vacinas e ressaltou que o funcionamento reduzido de bares e restaurantes é importante para evitar aglomerações.

A governadora anunciou nesta semana a abertura de 64 novos leitos de UTI e alertou que não se pode acreditar que esse tipo de medida resolve o problema da pandemia. “Isso é um poço sem fundo. Não adianta. Pode abrir mais e mais leitos. Enquanto a vacina não vier, vamos ter que conviver com essas medidas sanitárias”, exclamou, chamando atenção para, a depender dos dados epidemiológicos, a necessidade de intensificar as restrições, como está sendo feito.

“Temos que ser muito francos com a população, pelo respeito, pelo amor e pelo carinho que temos com ela. A gente não tem o direito de iludir a população”, ressaltou, ao lembrar que a ciência nega a eficácia de qualquer medicamento dito profilático, de prevenção, à covid-19 ou que seja eficaz contra o novo coronavírus.

Durante o encontro, Fátima comentou sobre o esforço em trazer mais vacinas, com previsão de chegada de novo lote na quinta-feira (25), e comunicou sobre a recente decisão do STF que liberou a compra dos imunizantes por parte de estados e municípios diante da articulação do Consórcio Nordeste, coordenado pelo governador do Piauí, Wellington Dias.

Ainda sobre unir esforços, agradeceu o apoio da Província Eclesiástica do Rio Grande do Norte que edito nota para ser lida em todas as celebrações presenciais ou virtuais, alertando os fiéis sobre os cuidados que devem ser tomados diante da pandemia.

Ministérios Públicos

A governadora e demais membros do governo também agradeceram e elogiaram a iniciativa dos Ministérios Públicos Estadual (MPRN), Federal (MPF) e do Trabalho (MPT) ao recomendarem que todas as prefeituras do Rio Grande do Norte devem acatar as medidas de prevenção. A promotora de Justiça Rosane Moreno, representando o Ministério Público Estadual, destacou a importância da Recomendação emitida na noite da segunda-feira (22).

“O objetivo foi deixar os gestores cientes da responsabilidade”, contextualizou a promotora. “Às vezes o município está tranquilo na sua casa, mas tem influência nos demais, porque tem um sistema de banco e uma série de serviços públicos compartilhados e isso facilita a transmissão da doença entre pessoas de municípios vizinhos”.

Também acompanharam o debate, o procurador-chefe substituto Victor Mariz, representando o Ministério Público Federal e a procuradora regional Ilena Neiva, pelo Ministério Público do Trabalho.

Prefeituras

Marcaram presença as prefeitas Marina Dias (Jandaíra) e Ceiça Lisboa (Caiçara do Rio do Vento) e os prefeitos: Carlinhos (Jardim de Angicos), Manoel Bernardo (João Câmara), Luiz Eduardo (Maxaranguape), Carlos Veriano (Parazinho), Edinho Carlos (Poço Branco), Pedro Ferreira (Touros), Alcélio Barbosa (Caiçara do Norte), Zé Antônio (Macau) e Ariosvaldo Júnior (Taipu), além do vice-prefeito Marcílio Dantas (Ceará-Mirim).

Os gestores destacaram a importância da iniciativa do Governo, discutiram pontualmente algumas medidas e solicitaram mais testes swab. A subsecretária de Planejamento e Gestão, da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Lyane Ramalho, informou prontamente que o fluxo para fornecimento de kits para os exames será revisto.

“O fluxo será revisto para que possamos ampliar a entrega, pensando nessa distribuição mais direta aos municípios para desburocratizar. Com essas pontuações é importante que tenha clareza do período de coleta, do 3º ao 7º para não haver falso negativo”, explicou, acompanhada das coordenadoras da Sesap, Kelly Lima e Tereza Freire, e da subcoordenadora, Letícia Duarte.

Participaram também o secretário de Gestão de Projetos e Metas do Governo, Fernando Mineiro e o secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Araújo, o qual fez uma breve e assertiva fala para lembrar o Programa Pacto Pela Vida, que disponibiliza as forças de segurança estaduais aos municípios, para operações que coíbam aglomerações: “Estamos à disposição das prefeituras. Podem acionar os comandantes. Caso haja alguma dificuldade podem nos ligar que a gente vai dirimir e agilizar para que funcione”.

Destaca-se ainda as presenças do procurador do Estado, José Duarte Santana; e de Luciana Daltro, representando o Gabinete Civil.

CONFIRA:

Reunião com prefeitos da 1ª Regional de Saúde.

Fonte: Portal do Governo do RN

Compartilhe o artigo:
Sobre Gov Notícias 316 Artigos
Redação do Site Gov Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*