Filme potiguar Sideral vence, na França, principal festival de curtas do mundo

Foto: Agência Saiba Mais

Depois da indicação à palma de ouro no Festival de Cannes o curta potiguar Sideral vence o prêmio Canal Plus no 44° Festival Internacional de Curta-Metragem de Clermont-Ferrand, na França, a mais renomada competição de curtas do mundo.

Sideral foi filmado e produzido no Rio Grande do Norte e fez história como o primeiro filme potiguar à concorrer à Palma de Ouro no festival de cinema mais prestigiado do mundo.

Rodado nas cidades de Natal, Parnamirim e Ceará-mirim, o curta-metragem é uma ficção científica, ou como disse o diretor em entrevista do ao canal Curta!, um drama tragicômico que narra o lançamento do primeiro foguete tripulado brasileiro na Base Aérea de Natal no Rio Grande do Norte.

A história gira em torno do modo como uma família simples é atravessada pelo acontecimento em sua cidade. Trata-se de um filme com estética preto e branco que representa os opostos das forças feminino e masculino do casal que é protagonista da história, além de dar uma noção de não-tempo que foi intencional na criação narrativa visual da obra.

Sideral é uma coprodução internacional entre as empresas brasileiras Casa da Praia Filmes e O Sopro do Tempo e a francesa Les Valseurs, repetindo a parceria de outro trabalho dirigido por Carlos Segundo, o longa Fendas, lançado em 2019 no FID Marseille, com previsão de estreia comercial na França no final de julho de 2021.

Embora não tenha levado o prêmio especial do júri em Cannes, parte da equipe de Sideral, que esteve no festival, se emocionou com a receptividade do público. Após a exibição para a plateia francesa, o filme potiguar foi aplaudido de pé.

Fonte: Agência Saiba Mais

Compartilhe o artigo:
Sobre Gov Notícias 489 Artigos
Redação do Site Gov Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*