Governadora recebe projeto de expansão do Infovia Potiguar

Projeto está incluído no Novo PAC - FOTO: SANDRO MENEZES

A governadora Fátima Bezerra recebeu na quinta-feira (16) o projeto básico da terceira etapa do Infovia Potiguar, um marco no avanço da infraestrutura de comunicação no Rio Grande do Norte. A nova fase vai permitir a integração de todo o estado com redes de fibra óptica. A iniciativa está entre os projetos que serão beneficiados pelo Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O documento foi elaborado em parceria entre a Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Agora, o governo estadual vai encaminhar o projeto para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Ministério da Casa Civil, que é o responsável pela gestão do Novo PAC, com o objetivo de acelerar a chegada de recursos.

Após duas fases, iniciadas ainda em 2017, o Infovia Potiguar já atende dois milhões de potiguares, chegando a 21 cidades – cobrindo toda a Região Metropolitana do Estado. A terceira etapa tem como objetivo instalação as redes de fibra ópticas em todos os 167 municípios norte-rio-grandenses, atingindo um total de 3,3 milhões de pessoas.

“Estamos aqui parabenizando mais uma parceria virtuosa entre o Governo do Estado e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O foco agora será fechar os detalhes e marcar reuniões para avançar no projeto. Essa terceira fase, quando implementada, vai permitir a chegada da fibra óptica em todos os municípios potiguares”, comemorou a governadora.

A terceira etapa prevê investimentos significativos em redes de transmissão de fibra óptica. “Agora, vamos levar à Casa Civil para informar que o projeto está pronto e buscar a viabilização dos recursos”, disse a secretária estadual de Planejamento, Virgínia Ferreira, sobre a importância de acelerar as ações para ampliar o sistema em todo o Rio Grande do Norte.

O Projeto Infovia Potiguar é fruto do Núcleo de Redes Avançadas da UFRN (NuRA). Desde o início, a rede utiliza canais de fibra óptica da rede da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF). A instalação das redes é feita em parceria entre os setores público e privado, onde se partilham os custos de construção, bem como a capacidade da infraestrutura instalada.

O projeto é dividido em etapas, sendo que a primeira, iniciada em 2017, alcança 54% da população potiguar — representando 1,81 milhão de pessoas. A segunda fase, ainda em andamento, busca beneficiar outros 11% da população. Até o momento, já foram investidos R$ 36 milhões nas duas primeiras etapas, com recursos provenientes do Ministério de Ciências e Tecnologia e do Ministério das Comunicações.

O reitor da UFRN, José Daniel Diniz, reforça que o Infovia Potiguar é um avanço significativo na conectividade em todo o estado. Ele detalha que a iniciativa terá um impacto direto para a população. “A UFRN tem desempenhado um papel crucial desde a primeira fase do projeto, contribuindo ativamente para sua implementação. A fase 3, quando finalizada, permitirá que a internet de qualidade alcance em todos os municípios do Rio Grande do Norte”, encerrou.

Fonte: Portal do Governo do RN

Compartilhe o artigo:
Sobre Gov Notícias 939 Artigos
Redação do Site Gov Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*