RN terá Faculdade de Energias Renováveis e Tecnologias Industriais

Foto: Carmem Felix

A governadora Fátima Bezerra participou, na manhã desta segunda-feira (15), do lançamento da FAETI, a primeira Faculdade de Energias Renováveis e Tecnologias Industriais do Brasil, que funcionará a partir de 4 de março no complexo SESI/SENAI, na avenida Capitão Mor-Gouveia, em Lagoa Nova. Para a governadora, a FAETI “já nasce grande” pelo papel que “irá desempenhar nos próximos anos, formando especialistas que irão colaborar na jornada global rumo à transição energética pela descarbonização do planeta”, declarou.

“Entregar à sociedade uma faculdade voltada para as energias renováveis e tecnologias industriais no estado que é berço do protagonismo das energias renováveis no Brasil, não é qualquer coisa. A FAETI vem somar ao que já existe no Rio Grande do Norte, que são a UFRN, a UERN, e os IFRNs, fazendo com que possamos avançar para tornar o RN um grande polo de formação de mão-de-obra especializada em energias renováveis para o Nordeste e para o Brasil”, comemorou a governadora do Estado, atendendo ao convite do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte, Roberto Serquiz.

A nova faculdade ofertará 45 vagas para a primeira turma de Engenharia Mecânica, sendo 16 para ampla concorrência (seleção via nota do Enem ou vestibular) e 20 para candidatos vinculados a empresas industriais, quatro para ex-alunos do SESI e cinco para colaboradores ou familiares do SENAI, por meio do Programa de Desenvolvimento de Pessoas da instituição.

O presidente da FIERN, Roberto Serquiz, comemorou a conquista para o setor produtivo e para a economia do estado que é o lançamento que vem se somar ao Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), que “já é uma referência nacional”, depois que em 2009 ampliou a sua atuação “e passou a impulsionar a atuação de energia limpa no Estado”.

Ao longo do atual governo, o RN ultrapassou a marca de 95% de potência instalada na matriz elétrica proveniente de fontes renováveis, superando vários países europeus e asiáticos. O estado tem as cinco principais fontes de geração de energia em atividade no BRASIL, com destaque para eólica, solar, biomassa, hídrica e gás Natural, este último considerado como combustível de transição.

Porto-indústria

A construção de um porto-indústria no litoral do Rio Grande do Norte para dar suporte à geração de energia eólica onshore e offshore, mineração, petróleo e gás, fruticultura, sal e pesca, e viabilizar a produção de hidrogênio verde e seus derivados, foi apresentado no início de outubro para empresários e investidores europeus na Casa da América, em Madri, pela governadora Fátima Bezerra. O interesse do governo do RN é, através de PPP – Parceria Público Privada – atrair investimentos para construção, operação e manutenção do equipamento, desenvolvimento da planta de hidrogênio verde, além de parcerias com outros portos da Europa.

Até o momento, o Governo do RN firmou 10 acordos de cooperação e memorandos de entendimento com as principais empresas do setor energético do mundo com objetivo de desenvolver novas fontes de energias renováveis, entre elas a energia eólica offshore, o hidrogênio verde, e-metanol e power to X.

IERNs

A governadora do Estado aproveitou a oportunidade para anunciar que este ano iniciará a entrega dos Institutos Estaduais de Educação Tecnológica – IERNs, começando em março pela unidade de Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal. “Ao todo, serão 12 escolas com o mesmo padrão dos Institutos Federais e do Senai, olhando para o futuro que começou, com instalações adequadas, laboratórios, para preparar a nossa juventude para os empregos gerados por essas novas economias”.

Fonte: Blog do Barreto

Compartilhe o artigo:
Sobre Gov Notícias 951 Artigos
Redação do Site Gov Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*