Interventora da Ufersa quer fechar curso; prefeitura de Pau dos Ferros e comunidade acadêmica reagem

Foto: Agência SaibaMais

A Prefeitura de Pau dos Ferros, o Conselho Universitário (Consuni) e o Diretório Central de Estudantes (DCE) Romana Barros, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), estão mobilizados pela manutenção do curso de Arquitetura e Urbanismo na cidade de Pau dos Ferros. A reitora interventora da Ufersa, Ludimilla Oliveira, articula o fechamento da graduação.

Apesar de ter ficado em terceiro lugar com 18,33% dos votos na eleição interna da instituição, Ludimilla foi nomeada como reitora pelo presidente Jair Bolsonaro em 21 de agosto de 2020 durante passagem por Mossoró.

A portaria nº 611, publicada na quarta-feira (13), designou uma comissão de transferência do curso de Arquitetura da cidade de Pau dos Ferros para o campus central da instituição, em Mossoró. O grupo tem até 45 dias para apresentar um plano.

O DCE enviou ofício à vereadora Professora Audaceia (PT) solicitando proposição de audiência pública para tratar do tema. Os estudantes justificam que a determinação “tem abalado não só os estudantes, mas toda a região do Alto Oeste Potiguar e é motivo de indignação e de unir forças na luta em defesa da interiorização da educação pública, gratuita e de qualidade”.

No mesmo documento, o diretório estudantil demanda reunião incluindo a Direção do Campus Pau dos Ferros, a Associação dos Docentes da Ufersa (Adufersa) e o Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação do Ensino Superior do Rio Grande do Norte (Sintest).

Conselho Universitário

Enquanto isso, o Consuni criou um abaixo-assinado para tentar barrar a decisão. No texto, os membros do órgão colegiado (que é presidido pela reitora) disseram ter ficado “estarrecidos” e “inconformados” com o ato arbitrário da Reitoria.

O Conselho diz ainda que o posicionamento dos professores e das professoras do curso de Arquitetura e Urbanismo reforça ações de ataque à política de inclusão e de desenvolvimento social e econômico por meio da oferta de educação pública superior.

“É impossível calar diante de atos que coadunam com políticas e perfis ideológicos que vêm minando com o desenvolvimento da educação pública, gratuita e de qualidade e socialmente referenciada no nosso país, especialmente, quando se trata da expansão da educação superior no interior do Brasil, da qual a Ufersa e seus quatro campi são resultados”, ressalta, ao lembrar que a implantação do Campus da Ufersa em Pau dos Ferros, em 2012, se deu graças à política de interiorização da educação superior, cujo principal objetivo era promover o acesso e a inclusão do maior número de pessoas a cursos de graduação em uma universidade pública.

O Consuni também destaca que a existência desse curso, distante dos grandes centros urbanos, na região fronteiriça entre RN, PB e CE, faz muita diferença para a população e para os jovens que sonham com a formação superior em Arquitetura e Urbanismo.

Prefeitura de Pau dos Ferros

O poder público também não quer essa mudança. A Prefeitura de Pau dos Ferros se manifestou na sexta-feira (15) repudiando retrocessos à educação do município.

Confira nota:

Em face aos indicativos da retirada do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Rural do Semiárido – Campus Pau dos Ferros, a Prefeitura de Pau dos Ferros vem a público se manifestar contrária à uma possível decisão deste viés da Reitoria.

O município possui uma história de desenvolvimento econômico e social que passa necessariamente pelo seu avanço na educação, sobretudo referência em oferta de Ensino Superior através das instituições públicas ou privadas, sendo estritamente apoiada pelo poder público municipal através de parcerias, oferta de estágio, apoio a eventos e realização de projetos e ações que fomentam nossa dinâmica municipal. Vale ressaltar, também, a abrangência territorial em educação de ensino superior no município, que transcende o Alto Oeste Potiguar.

Por fim, enaltecemos que qualquer ação que represente retirada, redução, corte ou qualquer forma de retrocesso à educação existente em Pau dos Ferros será veementemente repudiada pelo município. Com isso, externamos nosso total apoio à luta pela manutenção do curso de Arquitetura e Urbanismo em Pau dos Ferros.

Fonte: Agência SaibaMais

Compartilhe o artigo:
Sobre Gov Notícias 356 Artigos
Redação do Site Gov Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*